Saltar diretamente para o conteúdo

Voltar à página anterior. Exposição Temporária

Conversas Soltas

Junqueiro e Bordalo

21 de Março a 30 de Junho de 2024

O Museu Bordalo Pinheiro inaugura, no próximo dia 21 de março, pelas 18h00, a exposição Conversas Soltas: Junqueiro e Bordalo.

No âmbito das comemorações do Centenário da Morte de Guerra Junqueiro, o Museu Bordalo Pinheiro aprofundou a relação de amizade entre o poeta Guerra Junqueiro e o artista Bordalo Pinheiro, dando-a agora a conhecer através de uma exposição e de uma publicação, ambas com o título: Conversas Soltas: Junqueiro e Bordalo.

Guerra Junqueiro. Ilustração de Rafael Bordalo Pinheiro para A Paródia de 04/11/1902

A partir de um conjunto de cartas inéditas pertencentes ao acervo documental do Museu, percorrem-se diferentes momentos da ligação entre o poeta, político e colecionador Junqueiro e o caricaturista e ceramista Bordalo. Trata-se de conversas soltas, mas capazes de transportar o leitor para um lugar de intimidade entre dois amigos, com ideias, ideais e gostos comuns. Este itinerário começa em 1870, ano em que os dois já se correspondiam, passando pela primeira colaboração em A Lanterna Mágica (1875) até à união de esforços durante a crise do Ultimato britânico, e terminando com Junqueiro na sua “fase filosófica” caricaturado por Bordalo, em 1902.

A exposição é composta por três núcleos temáticos – Pelos mesmos ideais, Junqueiro caricaturado e O gosto pela cerâmica –, que refletem uma ambição partilhada: a construção de um Portugal novo, livre e justo.

A investigação desenvolvida e a publicação inédita das cartas dão ainda forma ao sétimo número de Cadernos de Bordalo, coleção do Museu dedicada a reflexões sobre o artista, a sua obra e o seu tempo.

INAUGURAÇÃO
21 de março de 2024
18h00
Entrada livre

DATAS
21 de março a 30 de junho de 2024

HORÁRIO
3ª feira a domingo, das 10h00 às 18h00

COMISSARIADO
Mariana Roquette Teixeira e Pedro Bebiano Braga